9 de set de 2008

À Prova de Tudo

Este é um divertidíssimo e instrucional programa que passa (ou passava, não sei) no Discovery Channel. O apresentador Bear Grylls é largado em algum lugar, isolado da civilização (algumas vezes mais distante, outras menos), e mostra como sobreviver, basicamente apenas com uma faquinha e com uma pederneira.

Bear é um ogro. Um troll da floresta! Com ele não tem frescurinha. Para manter suas forças, o ser humano deve nutrir-se e hidratar-se. Porém, em um ambiente hostil, a comida não vem por tele-entrega.


Proteína pura...

É certo que, em algumas situações, há um certo nível de simulação. Mas o objetivo do programa não é pegar em vídeo a morte do apresentador. Denovo: o programa tem como objetivo mostrar às pessoas como proceder caso estas se encontrem em situações semelhantes.


Aqui Bear pega o aperitivo...

Deve-se saber como e onde procurar. "On the wild, if you don't kill, you don't eat."


... para depois pescar o prato principal.

Se me deixar sem janta, acho que encaro qualquer uma dessas iguarias... mas aqui chego no meu limite:


Com cachaça se pá fica bom...

2 comentários:

Rodrigo Schmidt disse...

Eu também curtia assistir esse programa.
Apesar de ter várias páginas na internet mostrando que a maior parte dele é fria.

Klein disse...

Discordo da parte de "a maior parte dele é fria". Eu vi um vídeo onde ele cruza uma "ponte" em um campo de lava solificada. Depois de mostrar a cena do programa, mostra um turista cruzando a mesma "ponte" e a câmera desliza para o lado, mostrando que a tal travessia é desnecessária. Porém o apresentador busca sempre simular fatos nos quais outras pessoas podem se encontrar. O tal turista no vídeo cruza a ponte com a mesma cautela que Bear o faz. Os movimentos são iguais. Como já disse no post e no comentário, ele procura SIMULAR alguns fatos para mostrar como proceder em dada situação. Quando ele monta uma armadilha, usa couro de animal morto como agasalho e obtém comida diretamente da natureza, não vejo fria nenhuma. E novamente: o objetivo do programa não é flagar a morte do apresentador. É dar dicas de sobrevivência, o que ele faz perfeitamente bem.