30 de ago de 2008

Vale a Pena Relembrar

O palco: Rock in Rio III (2001). Era a noite do "rock". A platéia, ensandecida, estava à espera de seus ídolos (para a grande maioria, tratava-se de Guns n'Roses). Eis que ele surge: o pífio Carlinhos Brown, que, contrariando todos os conselhos e qualquer tipo de bom senso, acreditava que aquela era a noite dele. Aquela era a noite em que ele deveria apresentar-se no evento. Aquela era a noite em que ele deveria vomitar seu lixo em cima da platéia.

Começa a apresentação... voa um copo... mais um, e outro logo em seguida. E vem a tempestade. O boçal Carlinhos Brown é sobrepujado pela borrasca de copos, e, com o mesmo desafino com que canta, resolve esconder-se atrás do jargão "eu sou da paz". Eu sou da paz e nada me atinge, ele grita, instantes antes de levar uma garrafada no olho.



"Eu sou da paz, eu só jogo amô, eu só jogo amô". É a frase que seu cérebro de amendoim consegue processar, e que ele repete incontáveis vezes... para depois dizer a todos que enfiem o dedo no cu!

Em seu desespero, mergulhado em um poço de arrogância, ele afirma: "Eles querem rock!" Fantástico... levou apenas 3000 garrafadas na cabeça para que ele pudesse compreender o fato! Um verdadeiro gênio. Ao subir no palco, ele pega uma guitarra, e faz uso de mais um de seus baixos subterfúgios. Começa a cantarolar a melodia do hino nacional (pois obviamente desconhece a letra), afirmando que está sendo vaiado por ser "muito brasileiro". Está sendo vaiado porque a platéia só quer saber de "som gringo". Porque o som dele representa muito o Brasil, e quem curte rock não curte o Brasil.

Este foi o mais baixo que ele conseguiu chegar. Pois Carlinhos Brown, este grande filho da puta, não faz música. E não conhece a verdadeira MÚSICA BRASILEIRA! E não tem propriedade alguma para tecer qualquer tipo de afirmação sobre o assunto.

Com vocês, Armandinho (o da guitarra baiana, não aquele escroto), e Yamandu Costa, interpretanto "Apanhei-te, cavaquinho!..." de Ernesto Nazareth. Um baiano e um gaúcho, tocando a composição de um carioca. ISTO é MÚSICA BRASILEIRA:


5 comentários:

noturnö disse...

propaganda na lista de email é foda hein! AUHauhUAHa

mto bom o post e o vídeo
abrass

Klein disse...

UAHEuAHEUae pow, é minha signature! xD

skate disse...

vcs q nao sabem apreciar uma bela musica brasileira

carlinhos brown é o bixo!

Ricardo Pinto disse...

Algum infeliz disse para esse Carlinhos que ele sabia cantar... e ele acreditou, exatamente como fizeram com a Daniela Mercury. Pior que esses dois impossível!

Agora classificar o gordo escroto do Yamandu como um epítome da música brasileira é o fim da linha! Esse sujeito é um delirante que só sabe masturbar o violão. Isso mesmo: aqueles malabarismos que ele faz com o violão é pura punheta, aliás, exatamente como fazem os jazzistas.

No mais, parabéns pelo blog.

Ricardo Pinto

Bife disse...

não existe musica boa, existe estado de espirito! do Norte ao Sul, do Leste ao Oeste do mundo, existe o que há de ser filtrado!