21 de jul de 2010

Assassin's Creed 2 - not a review

Que jogo!! Assassin’s Creed 2 é uma verdadeira demonstração de como uma continuação deve ser feita... o primeiro jogo nos apresenta a fórmula: um assassino sangue no olho pulando pelas paredes, matando inimigos e fugindo de guardas... um pouquinho de informação, um pouquinho de “lore”, e toda a temática exposta, ainda que não explicada... assassinos contra templários, basicamente.



Dois anos depois, a continuação: a jogabilidade é melhorada, assim como os gráficos... missões diferentes, novos objetivos, e um grande aprofundamento no estória do jogo. E que estória... ou seria hstória?!?! Há tempos eu não jogava nada tão cativante... uma trama muito bem passada ao jogador, revelando muitas coisas, e sempre deixando espaço para mais mistérios.

Controlando “Ezio” pelos becos do coração da Renascença, o jogador encontra-se no meio da batalha atemporal entre templários e assassinos. A jogabilidade é aquela conhecida, porém melhorada... dezenas (literalmente) de animações diferenes nas matanças, muitas maneiras de finalizar os oponentes, novas armas, puzzles sinistros, máquinas mirabolantes, desafios de velocidade... tudo tunado!!



A maneira como os fatos do jogo se encaixam na realidade é demais... muitos do grandes eventos da humanidade, primorosamente tratados dentro do contexto do universo de Assassin’s Creed. E pra coroar tudo isso, belas alfinetadas no nosso tão amado cristianismo.


Só não vamos entrar em detalhes sobre “memória de DNA” (argh), pra não perder a graça...

Como eu sei que ninguém vai ler isto aqui, me limito a dizer que o universo de Assassin’s Creed conta também com um curta (Lineage), e, ao que é dito, algumas HQs a serem lançadas. Vamos esperar que não se torne um grande lixo caça-níquel como muitos outros...

Nenhum comentário: